domingo, 24 de abril de 2011

13 Crônicas de Mulher Solteira...

Ela vai à praia sozinha ou com uma amiga. Passa bronzeador como quem lustra uma escultura, seu corpo. Coloca à mostra, à venda. Os interessados de todos os tipos se aproximam, todos os dias, mas nunca parece bom o suficiente. Ela volta pra casa sozinha...

Na balada ela se atrai pelo estrelinha. O Pavão. Dança do acasalamento. Mesmo ele sendo um idiota, é o pegador! na foto, as amigas invejam. Vodka, Whisky, Energético. Dura algumas semanas até que ele cai fora. Mas porquê não deu certo? Chocolate frapê. Enquanto isso o predador volta pra balada desfilar a nova presa, o novo pedaço de carne. Ela volta pra casa sozinha...

A anos ele faz de tudo para agradar. Chamar sua atenção, lembra de tudo o que é dela. Sempre companhia em momentos de solidão. Ele deseja ela. Você é meu amigo. Ela volta pra casa sozinha...

Rede Globo ele promete. Destaque de carnaval ele usa como mercadoria de troca. Ela se vê, se imagina, se ilude. Sabe que é apenas mais uma, finge que não liga. O objetivo é maior. Enquanto isso, ela volta pra casa sozinha...

Ele é empresário ou jogador de futebol. Dá tudo pra ela, tudo é perfeito! Afinal não importa a beleza ou o carinho. O que poderia faltar? é a vida que todas querem. Será que ele está em casa? Só ela sabe que volta pra casa sozinha...

Ela sai pra beber com as amigas. No bar falam mal de todos os homens que conheceram, melhor estar solteira. Amiga, amo vocês! Todas voltam sozinhas pra casa...

Ela resolve ficar com todos os homens. Com todos de uma só vez. Todos em um só homem. É este, eu tenho certeza! Será que ele vai me ligar no dia seguinte? Ela volta pra casa sozinha (e ele não ligou de novo...)

Ela consegue algum destaque. Afinal, quem precisa de talento? As mulheres invejam e os homens babam. Capa de revista masculina! Todos os Flashs para ela, nem que seja pelos 15 minutos. Algum dinheiro. As cortinas se fecham. Aplausos! Ela volta pra casa sozinha...

Perfil social LOTADO. Na agenda, telefones e nomes que nem lembrava: Aquele amigo apaixonado por mim! casou, tem dois filhos e ama a esposa. Aquela magrelinha nerd? tem MBA, trabalha nos EUA, realizada. Aqueles gostosões? descobriram que eram gays e moram juntos na Alemanha. Ui e aquele? Ainda na gandaia, pegando as menininhas mas não para em emprego fixo. Roubada! Saudade dos meus amigos. Aquela! Vamo pra balada amiga? Encalhada? Melhor não. Ela volta pra casa sozinha...

Ela faz terapia. Todos são uns FDP! Por que ninguém me ama? O que eu faço de errado?! A bagunça começa a fazer algum sentido, quem sabe na sessão que vem eu fale disto. Ele é um gato! Ela volta pra casa sozinha...

Até que enfim, conhece alguém que não trabalha demais ou fica com os amigos até tarde, não leva stress do dia pra casa, é emocionalmente claro e financeiramente estabilizado, adora família, sabe lidar com crianças, companheiro, viajado, vivido e diz que me ama. Pena que ele já é casado. Ela volta pra casa sozinha...

Não posso ficar pra titia, afinal sou nova demais e tenho uma vida toda pela frente! Mas preciso ter filhos logo! Será que mais uma plástica resolve? Afinal eu mereço e quem sabe não conheço um médico gato! Anestesia? Boa noite doutor. Ela volta pra casa sozinha...

Não encontro homem ideal, escuto de tantas mulheres maravilhosas. Tantos relacionamentos e nenhum grande amor pra vida inteira. Será que não era melhor falar de "Momentos Ideais?" Tantas oportunidades perdidas que nunca mais voltarão por causa de escolhas erradas. É da forma que nos relacionamos com o mundo que o mundo se relaciona conosco...
Nós homens, somos tão previsíveis!
Ela ainda volta pra casa sozinha?...

Um comentário:

jpaschoalick disse...

Tem horas q eu n sei de onde vem. Este eu criei tomando sol na praia, escrevi no celular e depois me apaixonei...